Acidentes com carro empresarial: as principais consequências para o seu negócio

Os acidentes com carro empresarial podem causar diversas consequências negativas para a sua empresa, incluindo o prejuízo. Saiba como evitar isso!

Home / Acidentes com carro empresarial: as principais consequências para o seu negócio

Quando ocorrem acidentes com carro empresarial, geralmente surgem questionamentos acerca das consequências envolvidas no processo, tais como os prejuízos financeiros e jurídicos que podem ser desencadeados.

Neste cenário, é fundamental ressaltar que grande parte das decorrências negativas dos acidentes são direcionadas para a própria empresa. Vão para a detentora do veículo, e não para os motoristas, apesar de as causas para os acidentes surgirem deles, na maioria das vezes.

Por conta disso, uma série de malefícios pode atingir a companhia, que passa a sofrer com prejuízos financeiros e em vários âmbitos, como também com uma redução do rendimento da frota, da produtividade, eficiência e agilidade das operações.

Inclusive, de acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), os acidentes e sinistros no trânsito são as principais causas para a improdutividade das frotas veiculares e os custos elevados das empresas, que dependem de veículos corporativos.

Para que você entenda a amplitude das consequências dos acidentes com carro empresarial no seu negócio, preparamos um conteúdo exclusivo sobre o tema. Você também irá descobrir de que maneira o monitoramento veicular pode auxiliar nesse processo.

Acompanhe com a gente!

Acidente com carro empresarial: por que e como acontece?

Na maioria das vezes, os acidentes com carro empresarial acontecem pelas mesmas causas, bastante frequentes.

Segundo os dados do Atlas de Acidentalidade do Transporte Brasileiro, levantados nos últimos anos, os dois motivos mais recorrentes para os acidentes são: falta de atenção e velocidade exacerbada.

Ou seja, grande parte das colisões e outros imprevistos se dá por responsabilidade humana.

Na realidade das frotas corporativas, por sua vez, existem alguns fatores - diretamente relacionados à conduta dos motoristas - que resultam em acidentes e podem gerar grandes prejuízos, se não corrigidos.

Separamos os três principais, que podem ser considerados as principais causas de acidente com carro empresarial:

Velocidade exacerbada

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a alta velocidade é um dos principais fatores para a ocorrência de acidentes de trânsito em todo o mundo.

Segundo o órgão, acidentes motivados pela velocidade exacerbada são a causa número 1 da morte de pessoas entre 5 e 30 anos. Ou seja, essa infração tem sido cometida de forma grave, o que de fato tem afetado as pessoas em todas as áreas.

Na realidade das frotas, a alta velocidade é um dos maiores problemas, o qual impulsiona, consequentemente, prejuízos e improdutividade dos veículos.

De modo geral, o desrespeito ao limite de velocidade acontece por conta de uma má conduta do motorista, que costuma praticar a ociosidade e, por isso, realiza seus trajetos e serviços/entregas às pressas, para poder passar o restante do expediente sem responsabilidades.

Outrossim, a causa para esta infração pode ser o uso dos veículos para finalidades particulares do condutor, o qual realiza trajetos não programados e sem que o gestor tenha conhecimento disso.

Justamente pela ausência de um monitoramento adequado, o motorista vai até onde ele quiser e na velocidade que ele quiser.

É importante ressaltar que a alta velocidade não resulta em acidentes de trânsito apenas no momento em que está sendo praticada - apesar de essa ser uma grande razão para acidentes - mas também a longo prazo, visto que o excesso de velocidade gera danos nas peças dos veículos, tornando-o perigoso.

Aliás, os dados do Portal do Trânsito revelaram que a velocidade exacerbada é um dos principais motivadores para problemas na suspensão dos veículos, componente essencial para a estabilidade e segurança desses.

Má conservação do veículo

Outra causa para os acidentes com carro empresarial é a má conservação do veículo.

Essa variável, apesar de ser causada pelos motoristas em alguns casos - em especial quando estes praticam infrações que danificam as peças dos veículos - também pode ser encargo e motivo seu.

Nesses casos, mesmo que o motorista tenha uma boa conduta, isto é, respeite às normas de trânsito - tal como o limite de velocidade - se ainda houver uma má conservação, a causa é a falta de investimentos da parte da gestão da empresa, que não prioriza a manutenção preventiva dos veículos e nem mesmo a revisão periódica das peças.

Sendo assim, pode-se afirmar que se os carros corporativos não são devidamente revisados e encaminhados para as manutenções preventivas periódicas já mencionadas, há grandes possibilidades de ocorrerem acidentes de trânsito, devido à condição do veículo.

De acordo com os dados do Instituto Scaringella Trânsito, 30% dos acidentes rodoviários são causados pela falta de manutenção dos veículos, que estão em um estado suscetível a riscos.

Além disso, a mesma pesquisa revelou que aproximadamente 80% dos veículos no Brasil apresentam problemas em sua conservação, como a presença de pneus carecas, por exemplo.

Como detentora de uma frota, é responsabilidade da sua empresa a manutenção constante dos carros. Isso para que estes não estejam em condições inapropriadas, que ofereçam perigos.

Por isso, a conservação dos veículos precisa ser priorizada, para que você não sofra com prejuízos financeiros em manutenção corretiva, que poderiam ter sido evitados com as medidas preventivas.

Uso indevido do veículo

O uso indevido do veículo por parte dos condutores é a raiz de muitos problemas relacionados à frota, incluindo os acidentes.

De modo geral, a conduta dos colaboradores, se marcada por atitudes inadequadas, tais como: infrações no trânsito constantes, desrespeito ao limite de velocidade, eventos bruscos (como acelerações e freadas) e paradas em locais desfavoráveis, pode gerar acidentes com bastante frequência, além do acúmulo de multas.

Como já mencionamos, essa má conduta pode ser reflexo da ausência de um controle efetivo por parte da gestão da empresa, bem como da desorganização das operações, que não são devidamente planejadas anteriormente. Assim, a condução dos colaboradores passa a ser desorganizada também.

Além disso, a causa disso pode ser a falta de uma política de frotas determinada, a qual deve ser composta por todas as normas e padrões de conduta, criados pela sua empresa.

Ou, em alguns casos, o uso indevido do veículo acontece por não haver um treinamento apropriado dos motoristas, que não possuem um contato direto com a equipe de liderança da empresa.

Ademais, se esses comportamentos não são de conhecimento do gestor da frota ou diretor da empresa, o problema é ainda maior, visto que sem o acesso às informações como a velocidade, os lugares frequentados e as paradas, por exemplo, não há como identificar tais conflitos, para posteriormente melhorá-los.

Dessa forma, a sua empresa acaba por ficar tendo prejuízos cada vez maiores, sem saber qual é a origem deles.

Falta de controle

Quando as operações de campo e a rotina dos motoristas nos itinerários não são devidamente monitoradas, você não possui controle sobre a frota, o que, por sua vez, revela riscos ainda maiores à economia da sua empresa e ao rendimento das operações.

Assim, o uso indevido, as infrações e consequentemente, os acidentes, passam a ocorrer ainda mais, sem que você consiga identificar uma forma de medir, analisar e parar com esse problema.

Para evitar que os acidentes com carro empresarial aconteçam, o ideal é exercer um monitoramento sobre as operações, isto é, um acompanhamento em tempo real de tudo o que ocorre em campo, além de estabelecer uma política de frotas, cujo cumprimento será garantido pela monitoria constante.

Dessa forma, os motoristas saberão que estão sendo acompanhados e observados, o que resultará na correção de suas condutas.

Regiões inapropriadas

O uso dos veículos em regiões inapropriadas também caracteriza uma causa para os acidentes com carro empresarial, em especial quando a gestão da sua empresa não tem ciência desses destinos.

Infelizmente, é muito comum no contexto das empresas portadoras de frota, haver o hábito dos desvios de rota por parte dos motoristas, que utilizam o veículo para fins particulares, por exemplo.

Nestas situações, se não há uma regulamentação que restringe esse uso a ocasiões específicas - regidas por normas da política de frota - o uso dos veículos em regiões proibidas pode gerar acidentes de trânsito.

Além disso, caso ocorram acidentes nas regiões em que o motorista não deveria estar - por não fazer parte dos trajetos até os clientes da empresa, ou destinos direcionados para atendimentos - e não houver uma regulamentação que formaliza que tal região é proibida, as consequências vão para a sua empresa, e não para o motorista, apesar de o erro em questão ser dele.

Por isso, é fundamental que você documente e acorde com os condutores acerca das regiões permitidas e proibidas. Inclusive, temos um termo que regulamenta o uso do veículo para fins particulares, você pode realizar o download agora mesmo!

Em suma, em relação às três causas citadas, é essencial que haja um controle eficiente e o monitoramento efetivo dos veículos, para que esses problemas sejam evitados.

As #5 principais consequências dos acidentes com carro empresarial

Agora que você já sabe quais são as causas mais frequentes para a ocorrência de acidentes com carro empresarial, é necessário que você entenda quais são as consequências disso para o seu negócio.

É importante ressaltarmos que esses malefícios que serão citados podem sim ser evitados. O que você precisa fazer é aplicar desde já um controle efetivo sobre as atividades da sua frota, bem como na conduta dos motoristas.

Assim, todo o prejuízo não precisará alcançar a sua empresa!

Confira agora as 5 principais consequências e reflita se alguma delas já está fazendo parte da realidade da sua empresa.

#1 Despesas com manutenções corretivas

Em primeiro lugar, pode-se afirmar que os acidentes com carro empresarial geram prejuízo financeiro em diversos âmbitos, mas principalmente na questão de manutenção - de ambos os veículos envolvidos no acidente.

Se a causa para a ocorrência da colisão for de responsabilidade do seu motorista, as despesas com a manutenção corretiva - ou seja, para o reparo dos danos - irão para a sua empresa, sem contar que a manutenção deverá ser aplicada no veículo da sua frota também.

Dessa forma, a sua economia pode ser prejudicada devido a um descuido, por falta de atenção ou alguma das outras causas que já citamos.

Ademais, leve em consideração que se o motivo para a ocorrência do acidente for de responsabilidade do seu motorista, pode haver processos jurídicos envolvidos, os quais podem gerar multas.

Assim, as despesas serão ainda maiores.

#2 Redução no rendimento da frota

Outra consequência dos acidentes com carro empresarial é a redução no rendimento da frota, que passa a desempenhar desproporcionalmente ao seu potencial.

Quando acontecem os acidentes, leva-se tempo para a realização dos reparos, sem contar que podem haver complicações na saúde do motorista em questão. Neste cenário, automaticamente o rendimento da frota é reduzido.

Além disso, caso o acidente seja grave, o retorno do condutor demorará ainda mais para acontecer, o que atrasará o cotidiano de operações e de prestação de serviços/entregas.

#3 Prejuízo financeiro por conta das multas e questões judiciais

Como já comentamos, o prejuízo financeiro pode acometer a sua empresa nas questões judiciais também, uma vez que o veículo é propriedade da empresa, e por isso, uma pessoa jurídica está envolvida no processo.

No caso de um acidente, sua corporação terá que arcar com despesas como multas, indenizações e até mesmo seguros de veículos.

De acordo com as leis de trânsito, se o motorista - na ocasião do acidente - não estiver apropriadamente identificado, todo o prejuízo irá para a empresa, e não para o condutor. Inclusive, é estritamente proibido que haja descontos no salário do colaborador - uma vez que não há como comprovar que foi ele - por conta das despesas com reparos.

Caso a empresa realize o desconto, outro processo trabalhista poderá ser aberto! Consequentemente, mais prejuízos financeiros para a sua corporação.

Os prejuízos também estão no âmbito dos danos às mercadorias - no caso das frotas que realizam entregas - que podem sofrer perda total durante o acidente. Nesses casos, as despesas para a perda do produto vão para a sua companhia, que terá a sua economia afetada.

#4 Danos à imagem da empresa perante os clientes

Os danos à imagem e a reputação da empresa também são uma consequência bastante desagradável.

De fato, os acidentes com carro empresarial podem resultar em prejuízos à marca, o que por sua vez, tem como reflexo a desconfiança por parte de possíveis clientes e a perda da fidelização da clientela, já efetiva.

Se na ocasião houver um processo trabalhista envolvido, essa consequência pode ser ainda pior, já que a sua marca ficará com o nome “manchado”.

A perda de clientes também ocorre por conta dos atrasos das operações, reflexos dos acidentes, que prejudicam todo o processo de serviço/entrega e de atendimento ao cliente.

#5 Perda de controle sobre a conduta dos motoristas

Por fim, uma consequência é a perda de controle sobre a conduta dos seus colaboradores, os quais conduzem os veículos da frota.

Como as principais causas para a ocorrência de acidentes são advindas do comportamento dos próprios motoristas, automaticamente a perda de controle sobre eles passa a aparecer.

Nesse quesito, sua empresa precisa tomar muito cuidado. Se os seus colaboradores não são habituados a uma política de frotas estabelecida, as operações de campo tornam-se desorganizadas e improdutivas, podendo ser marcada pela ociosidade.

Para evitar que isso aconteça - e já prevenir as causas primordiais para os acidentes - você deve determinar normas específicas para os seus colaboradores.

Pensando nisso, a RotaExata disponibiliza para download um termo de responsabilidade para a utilização dos veículos, um documento flexível à realidade da sua frota e às suas regras. Comece a prevenir desde já!

Conheça as melhores ferramentas de prevenção contra o prejuízo dos acidentes

Para finalizar, vamos te mostrar as melhores soluções - as quais são, de fato, efetivas e geradoras de resultado - para que os acidentes com carro empresarial não aconteçam.

Como comentamos no início deste texto, se a sua empresa nem ao menos possui conhecimento do que acontece em campo, quais as atitudes dos motoristas e o comportamento da frota, as consequências são ainda piores.

Portanto, para iniciar a prevenção contra os acidentes com carro empresarial, é essencial que seja realizado um monitoramento veicular integral. De fato, a melhor forma de fazer isso é por meio de um sistema de rastreamento veicular.

Rastreamento veicular

Por meio do rastreamento veicular, você terá acesso a todos os dados que precisa para exercer o controle, tais como:

  • Dados de localização dos veículos;
  • Identificação do motorista;
  • Itinerários em andamento (em tempo real);
  • Destinos e clientes a serem visitados;
  • Velocidade máxima, mínima e média;
  • Eventos de telemetria (acelerações, curvas e freadas);
  • Paradas efetuadas;
  • Histórico de rotas.

Tendo acesso a todas essas informações, você poderá exercer uma maior autoridade sobre os motoristas, bem como poderá identificar as causas para os possíveis acidentes e infrações de trânsito.

Neste contexto, o sistema oferece a possibilidade de você criar regras de rastreamento, para facilitar o seu gerenciamento sobre as informações fornecidas pelo rastreador. Elas podem ser: limite de velocidade, horário permitido para realizar deslocamentos, locais proibidos e permitidos (cercas virtuais).

Essas regras são flexíveis à realidade da sua empresa, e quando criadas, passam a ser garantidas e verificadas pelo próprio software, que no caso da quebra das regras, te notifica em tempo real.

O objetivo do sistema é simplificar o seu processo de gestão e monitoramento sobre os veículos, dando a você todos os dados necessários e automatizando a verificação de cada um deles, o que resulta no controle em suas mãos!

Além disso, o sistema RotaExata, além de possuir uma ótima tecnologia de rastreamento, com todas as informações que mencionamos acima e mais algumas, também possui ferramentas digitais, que auxiliam ainda mais nesse processo.

tela de regras de utilização do veículo

Módulo de gestão

O módulo de gestão de frota do Rota possui algumas funcionalidades que podem auxiliar no controle e registro dos custos relacionados aos acidentes com carro empresarial.

Dentro desta plataforma, você pode exercer o controle sobre todos os custos, inclusive lançando todos eles no sistema, para armazená-los e os analisar posteriormente.

O acompanhamento de custos é essencial para que você tenha noção da evolução ou regresso da economia de frota, realize a comparação entre os meses e a avaliação de possíveis melhorias.

No gerenciamento do Rota, você tem a chance de registrar todas as multas, as despesas com reparos e até montar um plano de manutenção, com uma checklist para se lembrar de realizar os checapes frequentemente, mantendo assim a conservação da frota.

Ainda na plataforma de gestão, o sistema oferece análises e relatórios completos sobre os acidentes e sinistros, para que você tenha essas informações armazenadas e registradas.

acidentes com carro corporativo: como evitar?

Relatório de dirigibilidade e ranking de motoristas

Por fim, o relatório de dirigibilidade em conjunto ao ranking de motoristas também é uma boa maneira de manter o controle sobre a conduta dos colaboradores e, dessa forma, evitar que acidentes aconteçam.

Por meio do relatório, você pode ter acesso a informações como: eventos de telemetria, data e descrição do evento, período de duração do evento e identificação do motorista.

Assim, ao notar (por meio das informações fornecidas pelo monitoramento veicular e suas regras de rastreamento) que algum condutor está realizando uma má condução, marcada por constantes infrações, desvios de rota, gastos elevados com manutenção e tempo ocioso - o que pode desencadear possíveis acidentes - você pode realizar um treinamento com ele.

No treinamento, você poderá direcionar as lições diretamente para aquilo que precisa ser melhorado, conforme o que o sistema identificou.

Quanto ao ranking de motoristas, trata-se de uma forma de acompanhar o desempenho desses, bem como incentivá-los a manter uma boa conduta.

Dentro do sistema, são contabilizados pontos a cada um dos colaboradores - de acordo com sua conduta no cotidiano de operações - formando assim um verdadeiro ranking.

Interessante, não é mesmo?

Para concluir:

Os acidentes acontecem, infelizmente. É por isso que são chamados de “acidentes”!

Todavia, a análise que você deve fazer é se a prevenção realmente está sendo realizada, se as causas não estão presentes e se as consequências já passaram a aparecer.

Realizando um monitoramento veicular e as ferramentas digitais do sistema, você pode prevenir que as consequências desagradáveis atinjam a sua empresa, bem como o prejuízo.

O RotaExata foi desenvolvido justamente para isso!

Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco ou deixe aqui nos comentários, que a gente conversa!

Evite acidentes com carro empresarial a partir de agora!

Ver sistema na prática agora mesmo!

Tag: , , , ,






O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *








RotaExata rastreamento e gestão de frota

RotaExata é uma plataforma de gestão veicular que ajuda empresas a alavancar suas entregas e serviços.


Redução de custo com rastreamento Redução de Custos Aumento de produtividade com rastreamento Aumento de Produtividade Segurança da frota com rastreamento Segurança e
Organização
Conteúdo exclusivo RotaExata Conteúdos
Exclusivos
Como RotaExata resolve seus problemas Como RotaExata
Ajuda sua empresa
Clientes e resultados Clientes e Resultados

Fique atualizado

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!