Manutenção preventiva: salva-bolsos e salva-vidas

Caso você ainda não saiba, a manutenção preventiva é uma forma de diminuir as chances de alguma peça de um veículo apresentar falhas ou até mesmo quebrar.

Home / Manutenção preventiva: salva-bolsos e salva-vidas

Caso você não saiba, a manutenção preventiva, além de ser uma forma de diminuir as chances das peças dos veículos apresentarem falhas - ou até mesmo quebrarem - também são maneiras excelentes de te auxiliarem a economizar e evitar gastos.

Infelizmente, a ocorrência de acidentes e sinistros é bastante frequente em relação às empresas que possuem frota e realizam operações por meio dos seus veículos; desse modo, é responsabilidade da empresa zelar pelos veículos, para que não haja perigo para os funcionários e até mesmo às outras pessoas que se envolveriam em um acidente. Prevenir é uma ótima maneira de se responsabilizar!

Diferentemente da manutenção corretiva - cuja operação se dá apenas após danos e quebras - essa maneira garante que haja a revisão das peças e de todo o maquinário do veículo, necessário para o bom funcionamento desse.

Para que serve a manutenção preventiva?

Em síntese, como já mencionado, a manutenção preventiva trata-se de inspeções feitas periodicamente, as quais visam ajustar e eliminar possíveis defeitos, sempre com o objetivo de conservar os veículos.

Contudo, se você ainda não está ciente dos possíveis danos - e do que exatamente pode acontecer se a manutenção preventiva não for realizada - é importante ressaltarmos que as peças discretamente danificadas (essas que você ainda nem sabe que estão apresentando falhas, e ocorrem majoritariamente devido à má conduta do motorista) aumentam o gasto de combustível, assim como o custo da manutenção posterior!

Por isso, sem que haja a manutenção preventiva, as chances dos seus veículos apresentarem defeitos em momentos inesperados, como no meio da estrada, tornam-se altíssimos, além de haver o risco de uma peça defeituosa acabar danificando outras peças do veículo também.

Em adição, devido a alguma falha, seu motorista pode perder o controle do transporte, causando assim um acidente no trânsito; e com isso, não ocorrerá só a perda de um veículo, mas há a possibilidade de haver consequências mais graves também.

Com base nisso, preparamos algumas dicas para que você se atente à manutenção, e saiba a maneira certa de realizar esse processo. Confira:

Como contratar bons mecânicos?

É bem simples: a manutenção preventiva pode ser feita tanto em oficinas mecânicas próprias, como também em oficinas terceirizadas, contanto que sejam mecânicos qualificados e de confiança. Por isso, buscar indicações, referências, pesquisar históricos profissionais e pensar bastante antes de decidir, são atitudes essenciais para você não correr o risco de contratar mecânicos de má conduta ou pouco eficientes.

Assim, em casos de serviço terceirizado - o que geralmente é mais comum - procure conhecer também o ambiente da oficina mecânica, para assim se certificar de que o local é realmente adequado. É fundamental verificar se o espaço é organizado, se os profissionais são dedicados e ágeis, e até se os clientes são bem atendidos.

Outra medida importante é testar a honestidade dos mecânicos, pois por mais que o serviço seja de qualidade, alguns mecânicos se aproveitam da falta de conhecimento e do excesso de confiança de clientes e realizam trocas desnecessárias, visando lucros nesse processo. Por isso, seja analítico e preste atenção! Tenha a certeza de que seu veículo estará sob cuidados confiáveis, afinal, a imagem da sua empresa depende muito de como os seus veículos são apresentados.

O que deve ser verificado?

Em primeiro lugar, sabe-se da importância de verificar a qualidade de funcionamento de todas as peças do veículo; entretanto, manter esse controle pode ser muito difícil - dado que são várias peças e cada uma delas possui suas especificidades - e por se tratar de uma frota, o controle deve ser mantido em mais de um veículo. Por causa disso, a dificuldade aumenta ainda mais, e são necessários mecanismos de auxílio nesse processo.

Nesse cenário, é claro que existem ferramentas do sistema de rastreamento e gestão que podem te auxiliar nisso; como o plano de manutenção, por exemplo. Falaremos disso mais para frente, fique tranquilo.

Em síntese, para você entender melhor como funciona a manutenção preventiva, listamos aqui algumas peças e sistemas que devem ser inspecionados, para que você entenda a maneira como a manutenção preventiva deve ser feita.

Sistema elétrico: primeiramente, é estritamente necessário ficar atento ao estado de conservação dos cabos e da bateria; em aspectos como: a condição em que eles estão, se estão sujos ou em processo de corrosão, ou até mesmo mal fixados, pois o bom funcionamento do veículo pode ser comprometido por essas variáveis.

Velas: é fundamental para o motor que as velas funcionem corretamente, pois são elas as responsáveis pelo bom funcionamento do motor. Nesse caso, inclusive, as velas devem ser trocadas no prazo estabelecido pela montadora, mesmo que não apresentem falha alguma. É importante prevenir!

Filtros de ar: em geral, o ideal é que os filtros de ar sejam trocados em média uma vez ao ano; mas é claro que isso depende das características do veículo, e a frequência que ele é utilizado majoritariamente, pois quanto maior ela for, menor o tempo para a troca. Por isso, é importante prestar bastante atenção nas datas!

É necessário ainda verificar o estado dos filtros cada vez que o óleo do motor for trocado, isso porque peças escurecidas precisam ser substituídas independente do tempo de uso; caso não seja realizada a troca, haverá possibilidades de causar desgaste no motor.

Freios: assim como os filtros de ar, estes devem ser trocados cerca de uma vez por ano. Durante esse tempo, as peças do sistema precisam ser verificadas a cada 10 mil quilômetros.

Ademais, não se esqueça da inspeção do nível de fluído dos sistemas hidráulicos e da drenagem da água nos sistemas pneumáticos; são fatores muito importantes para a manutenção do seu veículo.

Sistema de arrefecimento: esse sistema é responsável por controlar a temperatura do motor; por isso, uma limpeza deve ser feita a cada 30 mil km. É importante que você tome cuidado com vazamentos no radiador e com o baixo nível de fluído, já que eles são necessários para o bom funcionamento do seu transporte.

Iluminação: não se esqueça de ficar atento à regulagem dos fachos, que não podem ser nem muito altos e nem muito baixos. Caso uma lâmpada apresente defeito, as lâmpadas de ambos os faróis devem ser trocadas, para que haja uma iluminação uniforme.

Pneus: pneus desalinhados e não balanceados facilitam desgaste, o que pode gerar danos e possibilidades de acidentes nas estradas. De acordo com os dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), cerca de 20% dos acidentes na estrada são causados por veículos cujos pneus estão “carecas”. Por isso, é essencial que os motoristas fiquem atentos: a troca dos pneus deve ser realizada antes que esses fiquem totalmente lisos.

Além disso, a pressão é outra característica que precisa ser verificada. E uma dica nossa é que você realize o rodízio dos pneus, a fim de evitar danos.

Filtro de Combustível:

Qualquer problema apresentado por esse filtro exige troca imediata, do contrário, a sujeira do tanque pode passar para o motor. Lembre-se: filtros muito usados também devem ser trocados!

Outros sistemas que não podem deixar de serem mencionados são os sistemas de exaustão, suspensão e transmissão. Qualquer problema, como vazamento ou desgaste, precisa ser corrigido imediatamente.

Plano de manutenção do RotaExata:

A fim de organizar e controlar a manutenção preventiva, o nosso sistema possui a opção do plano de manutenção, pelo qual você pode agendar as manutenções necessárias para os meses futuros, assim programando e assegurando que você não esqueça de realizá-las.

Desse modo, através do sistema, as manutenções agendadas podem ser especificadas - qual peça deve ser observada, qual o veículo, qual a data e o horário - assim, quando chegar a data selecionada, você receberá um e-mail te notificando, e não haverá o risco de esquecer, ou pular manutenções.

Contudo, as ferramentas de auxílio para a manutenção não param por aí! É importante ressaltar que o nosso sistema também oferece a checklist de manutenção, para que você tenha o controle de tudo o que já foi feito e o que ainda precisa ser realizado. Como a manutenção da qual estamos falando é preventiva, você pode previamente estabelecer as datas para seus veículos serem encaminhados à mecânica, podendo já deixar o desígnio de responsáveis pelo cumprimento dessa obrigação, o que torna o processo muito mais organizado e bem planejado.

plano de manutenção preventiva

Aliada ao plano e à checklist, você ainda pode utilizar a ferramenta do controle de sinistros, como um material de consulta, pois assim você terá ciência das causas e eventos que possuem interferência na manutenção. Com tudo isso unido e funcionando sincronizadamente, você vai perceber que os gastos sofrerão uma queda brusca, já que os danos serão prevenidos; e dessa forma, o controle permitirá que o plano financeiro da frota seja mantido, reduzindo assim os custos desnecessários.

Nesse sentido, não é preciso desenvolver a organização desse processo sozinho; o sistema há a opção em que você pode lançar esses custos no mecanismo de lançamento de custos dos veículos.

lançamento de custos para manutenção preventiva

Pronto! Utilizando as nossas ferramentas, você será um agente salva-bolsos e salva-vidas!

Por fim, lembra quando falamos da manutenção corretiva, no início deste artigo? Bem, agora que você já sabe a forma correta de realizar a manutenção dos seus veículos, fica muito mais fácil evitar que haja danos - e consequentemente perigos - para os seus motoristas. Se você quer saber como evitar as temidas manutenções corretivas, que saem bastante caras e trazem prejuízos, separamos um vídeo explicativo sobre esse assunto, para que você tenha ciência de como fazer isso. Confira!


Clique para ver acessar o artigo e o vídeo!

Diminuir manutenções corretivas

Lembre-se:

Quando o assunto é economia e segurança no trânsito, ignorar a manutenção preventiva é algo impensável; conte com o RotaExata para tornar esse processo muito mais simples e organizado!



Desenvolvemos um novo conceito para gerenciar sua frota de forma mais eficiente e automatizada, integrando rastreamento, gestão de veículos e controle de entregas e serviços de campo.

Conheça o RotaExata

Tag: , , , ,






O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *








RotaExata rastreamento e gestão de frota

RotaExata é uma plataforma de gestão veicular que ajuda empresas a alavancar suas entregas e serviços.


Redução de custo com rastreamento Redução de Custos Aumento de produtividade com rastreamento Aumento de Produtividade Segurança da frota com rastreamento Segurança e
Organização
Conteúdo exclusivo RotaExata Conteúdos
Exclusivos
Como RotaExata resolve seus problemas Como RotaExata
Ajuda sua empresa
Clientes e resultados Clientes e Resultados

Fique atualizado

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!