Manutenção preventiva: salva-bolsos e salva-vidas

Caso você ainda não saiba, a manutenção preventiva é uma forma de diminuir as chances de alguma peça de um veículo apresentar falhas ou até mesmo quebrar.

Home / Manutenção preventiva: salva-bolsos e salva-vidas

Caso você ainda não saiba, a manutenção preventiva é uma forma de diminuir as chances de alguma peça de um veículo apresentar falhas ou até mesmo quebrar.

São inspeções feitas periodicamente que visam ajustar e eliminar possíveis defeitos, sempre com o objetivo de conservar os veículos.

Talvez você se pergunte, o que exatamente pode acontecer se a manutenção preventiva não for realizada?

Do menor ao pior dos problemas: peças danificadas aumentam o gasto de combustível e manutenção posterior.

Sem a manutenção preventiva, seus veículos podem apresentar defeitos a qualquer momento, até mesmo no meio da estrada, pois uma peça que apresente problema acaba por logo danificar outras peças do veículo.

Devido a alguma falha, seu motorista pode perder o controle do veículo, causando um acidente. Com isso, pode ocorrer não só a perda de um veículo, mas também consequências mais graves.

Como contratar bons mecânicos?

Como você já deve ter pensado, a manutenção preventiva pode ser feita em uma oficina mecânica própria ou terceirizada, com mecânicos qualificados e de confiança.

Buscar indicações, referências e pesquisar históricos profissionais é essencial para você não correr o risco de contratar mecânicos de má conduta ou pouco eficientes.

No caso do serviço terceirizado (mais comum), procure conhecer também a oficina mecânica, para se certificar de que o local é realmente adequado (verifique se o espaço é organizado, se os mecânicos são ágeis, se os clientes são bem atendidos, etc).

Outra medida importante é testar a honestidade dos mecânicos, pois por mais que o serviço seja de qualidade, alguns mecânicos se aproveitam da falta de conhecimento e do excesso de confiança de clientes e realizam trocas desnecessárias, visando lucrar sobre isso.

O que deve ser verificado?

É importante verificar todas as peças dos veículos durante a manutenção preventiva.

Para você entender melhor como funciona a manutenção preventiva, listamos aqui algumas peças e sistemas que devem ser inspecionados, além de explicarmos como a manutenção deve ser feita:

Sistema elétrico: é preciso ficar atento ao estado de conservação dos cabos e da bateria, se eles estivem sujos, em processo de corrosão ou mesmo mal fixados, o bom funcionamento do veículo ficará comprometido.

Velas: o motor precisa que as velas funcionem corretamente, e nesse caso, as velas devem ser trocadas no prazo estabelecido pela montadora, mesmo que não apresentem falha alguma.

Filtros de ar: o ideal é que os filtros de ar sejam trocados em média uma vez ao ano. Mas isso depende também do quanto o veículo é usado, pois quanto mais usado ele for, menor o tempo para a troca.

É necessário ainda verificar o estado dos filtros cada vez que o óleo do motor for trocado. Peças escurecidas precisam ser trocadas independente do tempo de uso, do contrário isso também causará desgaste do motor.

Freios: assim como os filtros de ar, estes devem ser trocados cerca de uma vez por ano. Durante esse tempo, as peças do sistema precisam ser verificadas a cada 10 mil km.

Não se esqueça da inspeção do nível de fluído dos sistemas hidráulicos e da drenagem da água nos sistemas pneumáticos.

Sistema de arrefecimento: esse sistema é responsável por controlar a temperatura do motor, e uma limpeza deve ser feita a cada 30 mil km. Cuidado com vazamentos no radiador e com o baixo nível de fluído.

Iluminação: Fique atento à regulagem dos fachos, que não podem ser nem muito altos e nem muito baixos. Caso uma lâmpada apresente defeito, as lâmpadas de ambos os faróis devem ser trocadas, para uma illuminação uniforme.

Pneus: pneus desalinhados e não balanceados facilitam o desgaste dos mesmos, cuidado com essas questões. A pressão também precisa ser verificada. Pode ser interessante também fazer rodízio dos pneus.

Filtro de Combustível: Qualquer problema apresentado por esse filtro exige troca imediata, do contrário a sujeira do tanque pode passar para o motor. Filtros muito usados também devem ser trocados.

Outros sistemas que não podem deixar de serem mencionados são os sistemas de exaustão,suspensão e transmissão. Qualquer problema, como vazamento ou desgaste, precisa ser corrigido imediatamente.

Quando fazer e como controlar a manutenção preventiva?

Essa é uma questão importante. Para saber qual o tempo ideal para a manutenção preventiva ocorrer, você precisa observar primeiro as recomendações do fabricante e depois analisar o quanto você utiliza seus veículos.

Se eles forem utilizados com muita frequência e durante muito tempo, é interessante reduzir o tempo recomendado pelo fabricante. Ao definir o prazo de manutenção, o ideal é elaborar um check-list para as peças que devem ser verificadas.

O que você não pode, sob nenhuma circunstância, é deixar de fazer esse tipo de manutenção.

Quando o assunto é economia e segurança no trânsito, ignorar a manutenção preventiva é algo impensável.

Conheça o RotaExata






O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



RotaExata rastreamento e gestão de frota

RotaExata é uma plataforma de gestão veicular que ajuda empresas a alavancar suas entregas e serviços.


Redução de custo com rastreamento Redução de Custos Aumento de produtividade com rastreamento Aumento de Produtividade Segurança da frota com rastreamento Segurança e
Organização
Conteúdo exclusivo RotaExata Conteúdos
Exclusivos
Como RotaExata resolve seus problemas Como RotaExata
Ajuda sua empresa
Clientes e resultados Clientes e Resultados

Fique atualizado

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!